Os transicionistas

Esse papo todo de nova era e despertar da consciência está com tudo, e não é à toa. Várias correntes de pensamento, desde a mais materialista e científica, até a mais mística e esotérica, confirmam que estamos numa fase de transição bem importante.


Basta olhar para o último século e perceber quanta coisa está emergindo a partir do conhecimento da física quântica, da descoberta da relatividade do tempo-espaço, a revolução tecnológica ganhando força numa velocidade que não podemos imaginar e as inúmeras formas de adquirir e trocar conhecimento disponíveis hoje. Tudo isso nos coloca num lugar-momento muito especial.


Analisando a história dos movimentos espirituais nos mais variados lugares, era previsto que neste início de era de aquário iríamos vivenciar um processo intenso de transformação da consciência. Gosto de pensar que o terreno estava sendo preparado, cada ser que despertou para a realidade mais abrangente do que a que estava inserido fomentou o momento atual, num processo continuo de evolução da consciência.


E claro que a história não acaba aqui, as teorias sobre o novo-humano estão fervilhando com o advento da inteligência artificial, novos comportamentos afetivos e sociais estão surgindo como adaptação ao jeito de viver nessa nova era que estamos construindo.


Também vemos tendências inovadoras na indústria alimentícia, se você não acompanha essas novidades, vou te contar: o futuro é plant-based. Simplesmente porque temos chances de não rolar um futuro muito agradável se não for assim. A estrutura atual já ruiu, as grandes corporações já sacaram e estão investindo bilhões para produzir alimentos baseados nas plantas.


Esse momento está sendo tão transformador que estudiosos dizem que seremos conhecidos pelas futuras gerações como os transicionistas. Legal né? Isso nos coloca num campo fortemente incentivador para a expansão da consciência. Acho importante colocar aqui alguma definição de consciência, para não soar uma super birutice metafísica nem se resumir a um conceito puramente fisiológico.


Quando falo de consciência estou me referindo a um espectro que engloba todas as possibilidades de realidade. Todas as formas de vida caminham nesse espectro, experienciando a realidade de acordo com seu aparelho físico, mental e outro mais sutil - astral, espiritual, energético, ou como quiserem chamar. Tudo aquilo que experienciamos, tudo que percebemos através dos nossos sentidos, todos aprendizados, a somatória das vivências internas nos coloca num ponto desse espectro. Expandir a consciência é caminhar nesse espectro. Despertar a consciência é ter um click que essa evolução tem que continuar e só depende de cada um de nós.



Por isso esse momento é tão especial, a revolução espiritual em parceria com a revolução digital, tudo em sintonia, uma possibilita e gerencia a outra. Ah sim, porque sem desenvolvimento da consciência vamos usar a tecnologia com qual propósito?


Falar sobre espiritualidade é falar sobre si, sobre a potencialidade do Ser. Não é (só) acender uma vela, um incenso, orar, meditar ou ler algum livro da moda new age. A prática da espiritualidade é uma prática de autoconhecimento e exige vontade.


Conhecer suas limitações mentais, suas sombras, mapear suas emoções, refletir sobre a forma que você se coloca no mundo, analisar e reconstruir suas relações, são práticas espirituais porque vão libertar seu Ser mais profundo, aquele que está reprimido e perdido com tantas distrações do ego.


Não vejo como dissociar este auto-estudo da prática de meditação, como se escutar se não sabemos que voz estamos ouvindo? A boa notícia é que meditação é o tema do momento, temos as ferramentas ao nosso alcance. E se você sente que a ajuda de um/uma profissional será válida para lidar com os conteúdos que estão aflorando, temos muitas opções ao nosso redor, inclusive podemos fazer uma infinidade de processos terapêuticos online (momento mkt pessoal 😊)!!


Até quem não está pensando em olhar para essas coisas agora está sentindo, porque estamos todos conectados numa trama energética. Reverbera em todo mundo. Aí você pode sentir uma certa resistência na vida, porque o fluxo está empurrando a gente pra frente. Mas tudo bem, cada um tem seu tempo e às vezes um chacoalhão faz parte né...quem nunca?


O desenvolvimento espiritual é uma das aspirações mais refinadas do ser humano. Para garantir a sobrevivência lutamos por segurança ao longo de muitos milênios. Agora temos mais insumos, pensando na macrosociedade, só precisamos redistribuir. Com isso, podemos pensar agora o que é o certo a ser feito, como agir da forma correta em relação aos outros. Aí sim, poderemos dizer que estamos começando a caminhar para o Eu em unidade e nos libertar do sofrimento que o Eu separado nos traz.


Adoro ler sobre vários assuntos, política, história, religiões, filosofia, tecnologia, porque na verdade são só janelas diferentes para enxergar a realidade, sem nos apegarmos à um ângulo só que já estamos habituadxs, podemos enxergar por várias janelas e perceber a realidade de uma forma bem mais ampla.




6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tempo Rei