Tempo Rei


Por um bom tempo na minha vida curti muito ter a agenda cheia de compromissos: trabalhar, academia, yoga, dar aulas, roupas pra lavar, mercado, pacientes, cozinhar, preparar terapias, tomar banho, dormir e tudo de novo. Todo dia aquela correria. Confesso que eu valorizava essa correria, dava a impressão de que estava produzindo e me movimentando.


De fato estava, mas muito movimento me impedia de me aprofundar em mim. Percebi que andava em círculos, fazia tudo, mas não fazia com presença.


Cada um tem seu caminho para essa guinada para dentro, eu fiz uma escolha importante em 2015: pedi demissão e decidi gerenciar meu tempo como profissional autônoma. Quem já fez essa mudança sabe como é, medo e insegurança acompanham de perto.


Aí um mergulho começou e minha relação com o tempo vem se transformando desde então. Comecei a valorizar ainda mais o silêncio matinal, o momento de me preparar para o dia que vai começar, ressignifiquei o tempo que gastamos no trânsito (podcast/youtube te amo!) e comecei a cumprir a rotina com menos pressa.




Claro que é um privilégio poder fazer algumas escolhas, por isso não desperdiço as oportunidades que tenho. Mas agora é muito claro que a mudança não precisa acontecer nas situações externas. Com aquela mesma rotina doida poderia ter clareza disso e fazer uma coisa de cada vez e uma coisa por vez... O meu processo desenrolou assim e foi importante ser desse jeito.


Renunciar à estrutura que eu considerava segura e que me dava significado abriu espaço e muitos caminhos na minha vida. Parece que quando você começa a mergulhar sempre tem como aprofundar mais. Não demorou para um chamado mais transformador me colocar numa nova experiência.


Mudar de cidade, deixar para trás a recente estabilidade conquistada como autônoma, o convívio com família e amigos de uma vida e seguir na confiança que novos caminhos iriam se abrir. Começar uma vida nova, com mais tempo e qualidade, podendo investir nas áreas que quero atuar e servir.


Nessa transição uma ressignificação do tempo foi se mostrando mais e mais...de repente eu tinha tempo. Não tinha mais aquela agenda lotada de compromissos, não tinha mais a auto-imagem da produtiva para me amparar. Fui encaixando meus rituais e práticas diários, a rotina na nova cidade e os atendimentos online, lidando com a culpa e a estranheza de não estar mais fazendo aquilo que me dava segurança, ou aquilo que a maioria faz...Não tive outra saída a não ser olhar para dentro e entender quem eu sou além dos papéis que cumprimos.


Foi um processo de integração de tudo que vinha estudando e experimentando sobre o que somos de verdade, além das estruturas conhecidas como corpo-mente-emoção. Foi um convite da vida para mergulhar de vez nessa experiência do não-eu.



mulher renascendo, morte do self
arte da @merakilabbe


Você já se perguntou, quem é você além dessas estruturas? Quem é você se não tiver mais sua auto-imagem mais cristalizada? Se você não morar na cidade onde mora? Se você não conviver com as pessoas que convive? Se não trabalhar com o que trabalha hoje?


Desconstruir o ego e encontrar nossa verdadeira essência é uma jornada incrível que desperta nosso potencial mais genuíno. Sinto que esse convite da vida para mudar de cidade me encaminhou nessa jornada.


Hoje a rotina já está tomando novos formatos, vejo a agenda com compromissos escolhidos com consciência, agradeço o privilégio de tomar um chá no meio da tarde apreciando um livro, alguns dias acordar com o sol nascendo para dar uma aula de yoga, outros dias atender clientes de Thetahealing® às 21 horas da noite...e assim vou construindo a vida que imaginava.


Uma vida não pautada unicamente no esquema de semana 5x2 de produtividade, sentindo a liberdade de gerenciar meu tempo e percebendo que toda hora é hora de servir com os mais variados dons que podemos nos expressar.


Levei um tempo para pousar por aqui, mas agora percebo que essa experiência me trouxe a confiança que posso estar em qualquer lugar, com qualquer rotina, sabendo quem sou de verdade não me perco mais e vivo sem pressa de alcançar uma linha de chegada.


#temporei #autoconhecimento #escolhasconscientes #escolhasuavida #cocriadores #thetahealing #coaching

42 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo